O Desmame - Um processo de muito amor e carinho

Desmam

Por: Joyce Trajano



Seu bebê está crescendo e o momento de introduzir os alimentos sólidos em sua dieta chegou. Essa etapa é muito importante e determinante para o desenvolvimento dos hábitos alimentares (saiba mais na matéria
Hábitos alimentares – quando eles surgem) na vida do pequeno.

Para você entender melhor, a fase do desmame é o processo de substituição total do leite por alimentos sólidos e a introdução, gradual e progressiva, de uma grande quantidade de sabores e texturas diferente daquilo que a criança está acostumada a consumir.

Segundo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), o leite materno satisfaz todas as necessidades dietéticas de um bebê nos primeiros seis meses. A partir daí, uma dieta mista pode começar a ser oferecida para a criança. O importante é você não se sentir pressionada para iniciar o desmame mais cedo ou mais tarde. Salientamos que cada criança tem um perfil próprio e as necessidades variam de uma para outra, e ninguém melhor do que a mãe para saber e compreender quais são as necessidades do filho.

Lógico que após os seis meses o bebê já precisa de alguns nutrientes, vitaminas e sais minerais que não são encontrados no leite. Outro ponto importante que deve ser levado em consideração é o fato de que o mastigar e o morder ajuda no desenvolvimento da fala e da linguagem da criança.


Os primeiros passos


O primeiro passo a ser dado no processo de desmame é acostumar a criança a comer com uma colher. Dê preferência pelas colheres de silicone, com bordas arredondadas, com cabo e cabeça flexíveis. Isso facilita o aprendizado.

A comida deve ser macia, com consistência pastosa e sabor suave - com pouco sal e sem o uso de condimentos fortes. Lembre que o sistema digestivo da criança ainda é sensível. Ofereça de início, pequenas porções para que o organismo do bebê possa processar o alimento de maneira tranquila.

Escolha um horário em que você esteja mais tranquila e com tempo. Além disso, a criança não pode estar cansada, caso contrário você não terá sucesso na empreitada. Comer é uma habilidade totalmente nova para o pequeno, então tenha calma e não espere que ele faça tudo com perfeição. É possível que ele empurre o alimento para fora da boca - lembre ele está aprendendo a utilizar certos músculos e a fazer movimentos de empurrar a comida para dentro. Para motivar a criança vá conversando com ela durante a refeição.

Destacamos que os primeiros alimentos sólidos devem ser vistos como complemento ao leite materno (ou artificial); aos poucos, a quantidade de leite oferecida à criança deve ser diminuída.

Também não fique assustada se as fezes da criança mudarem de cor e odor. Isso é normal. Dores de barriga também são normais nessa fase, pois o organismo do pequeno está se acostumando aos novos alimentos.

Faça tudo com tranquilidade e apresente, aos poucos, a maior variedade de alimentos para que a criança aprenda a comer de tudo e, assim, receba todos os nutrientes importantes para o pleno desenvolvimento de seu organismo.


Curtiu? Compartilhe!





Comentários: